sábado, 14 de fevereiro de 2009

Porque tudo tem que partir


À hora de ir,
seu coração apertado mais que um sonho longo
sua dor menos dor que à primeira vista,
e o brilho de olhos quase lágrima
[que não caiu]
era a hora de ir
tão esperada,
embalado Álvaro de Campos
malas prontas de véspera de véspera,
as roupas novas que sentiria,
as sensações novas que vestiria,
as cores de um sabor conceitual.
e as flores do outro lado da grade da grade,
e novo néctar a escorrer-lhe a garganta
seca na hora de ir.
à hora de ir,
tocou-lhe os lábios
num beijo que volta
que promete-se melhor,
d’um pássaro novo, asas treinadas pra toda partida
[porque tudo tem que partir]


[Fernanda]

4 comentários:

Darla disse...

"d’um pássaro novo, asas treinadas pra toda partida"
. . .

E que foto...

Sei que esse pássaro vai encontrar pouso.

Fran* disse...

E pq tem q partir?Pq a dor da despedida se faz presente msm ainda estando aqui?E ainda pq a espera da volta tem q ser sempre de um futuro bom?rs..To passando por um periodo assim,de despedida..de adeus..de ida sem saber-se volta!
[Parece q dedilhou o teclado pensando em mim,parece sim q ouviu meus sussurros e soluços de madrugadas a dentro..tem parte da minha quase solitaria despedida neste texto..rs]
Bom te ler..sentir o q senti!
Beijos.

Ticiana Flarys disse...

adorei ler isso...
lembro que vc falou como era bom nao estar sozinha ...e é verdade!
pois entao, fiz uma merda aqui e acabei apagando o meu blog nosdetalhes.blogspot.com
mas fiz outro novo, agora é nosdetalhes2.blogspot.com

um beijo

Isabela disse...

Fernandinhaaa
que legal esse seu blog! Amo poesias... vou passar sempre por aqui... foto perfeita... muito linda! Sou suspeita para falar... hehehe
se me permite, vou roubá-la! hehe

beijos e até a próxima...
Isabela Delgado