terça-feira, 31 de março de 2009

Ok, um poema

Enquanto a noite caía, diante do pôr-do-sol industrializado
O sorriso dela se abriu para receber o dele
A pequena garota desconhecida diante daqueles olhos rasgados
Soube que certos poemas não são palavras...


[Fernanda]

3 comentários:

Darla disse...

Tão bom, na vida, a gente ter o privilégio de se deparar com "poemas que não são palavras"...

Embriagados pelos olhos rasgados e banhados pelo pôr-do-sol cinzento é que se descobre o gosto a mais da vida!

Então...CARPE DIEM!

Música e caipirinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Música e caipirinha disse...

..eu sempre digo, "faça de sua vida um poema e me conte das palavras depois, o sentimento é que interessa"

=D